Translate

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Retratos

De todas as modalidades fotográficas, o retrato talvez seja o que nenhum fotógrafo consiga fugir ao longo de sua jornada fotográfica. Mesmo que não seja a sua modalidade preferida de fotografia, invariavelmente você terá que encarar o retrato, mesmo que seja apenas uma festinha familiar em que você, digno portador de uma DSLR, torna-se o "fotógrafo oficial".

Particularmente, se fosse definir uma modalidade preferida, seria paisagens. Provavelmente, pela possibilidade de sair para fotografar sozinho, ao por do sol, ao amanhecer (esse ainda não consegui), sem pressão, sem pressa. Enfim, acho que dá para exercitar melhor os fundamentos básicos da fotografia. É excelente para quem está, assim como eu, começando.

O bom é que você ter uma preferência não quer dizer que não possa gostar de outras coisas, correto? Assim, em meio a todos os retratos que tenho feito ultimamente, acabo por gostar de fotos de pessoas, mas buscando fugir daquela coisa de pose para a foto, buscando fazer um resgistro que passe, de alguma forma, a emoção do momento. Iluminação natural, sem flash, mesmo que isso gere alguma sombra ou ruído devido ao alto ISO. Como não tenho nenhuma noção de pós processamento, apenas faço alguns ajustes no programa que veio com a câmera. Estou em busca de fazer a foto mais pronta possível na câmera. É difícil...

Enfim, em uma visita a uma prima, peguei a câmera para tirar umas fotos dela com o filho. Dentre algumas que tentei, essa foi a que mais gostei. Sem flash, com luz natural. Ela pode ser vista em tamanho maior na minha galeria do flickr ou 500px.